>

Pra me redimir do post de ontem…

Quando se toca algum instrumento musical, você acaba aprendendo as músicas que todo mundo gosta, e que todo mundo conhece… quando esse instrumento é violão, dentre as músicas que você inevitavelmente acaba aprendendo estão “Stairway to Heaven”, “Wish You Were Here”, “Redemption Song” e Legião Urbana…

Acho que ninguém dirá, pelo menos das três primeiras, que não são excelentes músicas… porém, quando, em uma roda de violão, alguém começa a tocar alguma dessas músicas, principalmente a “Stairway to Heaven”, a primeira reação é a de “Putz”, e pouquíssimas vezes conseguimos tocar a música inteira… pergunto: por que?

As pessoas, talvez as mais jovens, não sabem ou não se lembram da importância de certas coisas… mas cara, muito provavelmente uma música tão boa e significativa quanto essas será escrita novamente… há vários motivos pra isso hoje em dia e talvez isso seja assunto de um post futuro, mas a questão é que essas músicas perderam a sua importância… não representam nada na vida das pessoas… elas viraram uma música que todo mundo sabe tocar e que as pessoas enjoaram de ouvir…

Não vamos esquecer a importância das músicas imortais! Eu ainda pretendo fazer um lual ou apresentação, onde eu possa, antes de qualquer música a ser tocada, poder dizer umas palavras sobre a história de cada música… isso é uma coisa que se perdeu no tempo e deve ser resgatado..

Recentemente em uma violãozada, desatamos a tocar Legião Urbana… foi uma nostalgia interessante… acho que pra maioria das pessoas, ou pelo menos pra maioria das pessoas mais ou menos da minha faixa etária, Legião pode estar entre fatores formadores das nossas personalidades e/ou caráter…

A simplicidade das músicas é o maior “problema”, mas quem normalmente tem essa opinião são as pessoas mais musicalmente instruídas… preciso ter a conversa sobre os fatores determinantes para o sucesso com essas pessoas… aliás, preciso escrever isso aqui também… rs…

Mas, ao tocar Legião e ouvir aquelas frases que em um momento ou em outro nos fizeram pensar ou nos ajudaram a dizer algo “subliminarmente” ou indiretamente, foi muito bacana… talvez hoje em dia a gente cante as músicas por cantar… não prestamos atenção no que estamos dizendo… gente, presta atenção po#%&!

Legião é bacana… e vou citar umas frases aqui que pra mim tiveram ou têm significado…
“Você culpa seu pais por tudo… (eles) são crianças como você” (Pais e Filhos)
“Qual foi a semente que você plantou?” (Era um Lobisomem Juvenil)
“Se lembra quando a gente chegou um dia a acreditar que tudo era pra sempre… sem saber que o pra sempre sempre acaba” (Por Enquanto)
“Quem um dia irá dizer que existe razão nas coisas feitas pelo coração? E quem irá dizer que não existe razão?” (Eduardo e Mônica)
“Fala demais por não ter nada a dizer” (Índios)
“Agimos certo sem querer… foi só o tempo que errou” (Vento no Litoral)
“Tudo passa… tudo passará” (Metal Contra as Nuvens)
“E nossa história não estará pelo avesso assim, sem final feliz. Teremos coisas bonitas pra contar. E até lá, vamos viver… temos muito ainda por fazer. Não olhe pra trás. Apenas começamos. O mundo começa agora. Apenas começamos.” (Metal Contra as Nuvens)
E em especial: “É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã” (Pais e Filhos)

Conseqüência disso tudo… resolvemos fazer um lual temático do Legião e aceitação tá sendo melhor do que eu esperava… ainda estamos pensando em dia e local… e certamente haverá comentários e fotos depois…

Resumindo: lembre-se da importância que algumas músicas e pessoas tiveram… e que a verdadeira simplicidade musical está nas letras…

Peace! 1234 SEMPRE!

Advertisements