>Novamente, complemento a um post do blog da Ju… sentiu? Na verdade, isso não é bem só um complemento… mas também uma resposta decente à pergunta que ela fez… a pergunta tá aqui: http://dopensar.blogspot.com/2008/12/e-em-voc-quem-manda.html

Aviso: tem trecho viajante, viu?

Pra quem não leu a pergunta, ela é: “E em você? Quem manda?” E as opções são:

“Cabeça/Razão/Racionalidade ou Coração/Emoção/Sentimentos”? Minha resposta no blog dela foi: “Em mim? Não sei… eu diria que sou mais razão que emoção… mas posso estar enganado…” …na verdade, acho que sempre fui “razão”, mas ultimamente, acho que tenho sido mais “emoção”… mas blah… fica aqui uma citação:

“Quem um dia ira dizer que existe razão nas coisas feitas pelo coração? E quem irá dizer que não existe razão?” (“Eduardo e Mônica” – Legião Urbana)

No atual contexto, não sei o que isso quer dizer… rs…

De qualquer maneira, existe uma comunidade no Orkut, na qual não estou, que diz: “A vida é feita de escolhas”. Concordo. Não estou nessa comunidade por um motivo que possivelmente será assunto de outro post (aliás, alguém tá anotando todos esses assuntos que estou “prometendo” em posts futuros?)…

Por que citei a comunidade? Porque sim, há escolhas que fazemos que mudam completamente o rumo da nossa vida e certamente todos nós já fizemos várias dessas escolhas…

A parte viajante: no “polêmico” Matrix Reloaded, tem uma parte onde o Neo conversa com a Oracle:
“The Oracle: Candy?
Neo: You already know if I’m going to take it?
The Oracle: Wouldn’t be much of an Oracle if I didn’t.
Neo: But if you already know, how can I make a choice?
The Oracle: Because you didn’t come here to make a choice, you’ve already made it. You’re here to try to understand why you made it.”

Viajando MUITO, eu acredito nisso… todas as nossas escolhas já foram feitas, as futuras inclusive… nem sempre entendemos essas escolhas, mas caso algo drástico não aconteça, nos resta entender essas escolhas…

Parênteses, somente coisas drásticas podem interferir nessas escolhas, mas, no fundo, o que acontecerá é uma redefinição de premissas para as escolhas que tínhamos feito e novas escolhas são feitas, e só nos resta entender de novo… fechem a viagem e voltemos ao assunto…

Então, eu fiz uma escolha… e tem um texto que eu usei para justificar a escolha que eu fiz… segue:

“UM CAMINHO COM UM CORAÇÃO
Qualquer caminho é apenas um caminho
e não constitui insulto algum
abandoná-lo quando assim ordena o seu coração.

(…) Olhe cada caminho com cuidado e atenção.
Tente-o tantas vezes quantas julgar necessárias…
Então, faça a si mesmo
E apenas a si mesmo uma pergunta:
possui esse caminho um coração?

Em caso afirmativo, o caminho é bom.
Caso contrário, esse caminho não possui importância alguma.”

(Carlos Castañeda em “The Teachings of Don Juan”)

…há quem vai lembrar de qual foi essa escolha… mas somente se eles estiverm lendo o blog (ainda não comentaram nenhum post, nem pessoalmente comigo… tá vendo a importância dos comentários?)

Bom, é isso… dei essa volta toda pra dizer: não sei… rs… eu acho que sou racional, mas acho que tô misturando um pouco de cada agora… eu disse isso no começo… por que acho que mudei? Algo drástico aconteceu, preciso dizer o que?

Fico por aqui… 1234 SEMPRE!

Advertisements