>

Coisas acontecem nas nossas vidas… algumas, por decisão nossa… algumas, por falta de opção… algumas mudam o rumo da nossa vida… outras não (aliás, isso é o tópico do próximo post)… algumas são boas… outras são aparentemente ruins…

Em recente conversa com uma amiga… eu disse que eu ainda estava de luto por causa do meu último término… sinto que tenho que explicar o que é luto: não é lamentação… não é querer reconciliação… não é esperança… não é nada… luto, é o tempo que leva para as pessoas “esquecerem” da relação… não só você… mas também, aliás, principalmente, as pessoas com quem você convive… enquanto as pessoas voltarem no assunto… sentirem pena de um dos dois (ou ambos) por causa do fim… ficarem perguntando, etc, é sinal de que o seu período de luto ainda não acabou…

Bom, em mais recente ainda conversa com outra amiga, ouvi o seguinte: “a vida as vezes nos manda ensinamentos que são duros de engolir”… aí, parei pra pensar… “ensinamento”? Eu não tinha enxergado o meu término como um ensinamento… isso me incomodou, e eu fiquei querendo saber por que… e qual foi a conclusão a que eu cheguei? O comentário me incomodou, pois as pessoas, no geral, acharam que o que aconteceu foi ruim…

Eu sou daqueles que acredita que nada é por acaso… e pra quem realmente pensa assim, nada, repito, NADA, do que acontece com a gente, é ruim… de tudo tiramos proveito, mesmo que a gente não enxergue… acho que isso é o meu jeito racional de enxergar as coisas… eu dificilmente julgo as coisas que acontecem comigo ou com os outros… como eu digo, tudo na vida tem um preço, e isso deveria eliminar todo sentimento de pena das pessoas… aliás, o sentimento de pena é um dos sentimentos mais destrutivos que existem (assunto para um próximo post)…

Entendi o que me incomodou… e era o que eu queria… rs… só quis compartilhar com vocês… mas vou terminar esse post por aqui pois já tem outra coisa sobre a qual quero escrever… não vou nem despedir pois escrevo hoje mesmo…

Advertisements