>

Não sei o quanto vocês acreditam naquilo que é mostrado em “O Segredo”… eu particularmente acredito que o pensamento positivo e a sua frequência vibrátil podem fazer a diferença… aliás, isso é fato, e não uma crença minha… o que eu não gostei no filme (não li o livro pra saber se é igual) é que, em boa parte, eles pregam o uso das “técnicas” como meio para obter o que desejamos… aí, no próprio filme, você vê gente dizendo que conseguiu a casa dos sonhos, uma namorada, um emprego melhor… nada de errado nisso, querer a gente pode querer o que quiser (ficou esquisita essa frase), só acho que a nossa vida não deveria girar em torno dessas coisas… mas conversamos sobre isso (pra quem não se lembra, tá aqui)… e é justamente esse materialismo/futilidade que fez/faz muita gente achar que isso tudo é balela… o que é, ao mesmo tempo, louvável e uma pena…

O que eu vim falar aqui hoje é um ponto de vista sobre isso tudo, que, na minha opinião, pode fazer a diferença… já li e ouvi e mais de um lugar que a palavra tem poder e talvez qualquer dia eu escreva sobre isso… mas nisso que vou dizer agora, a idéia não é só falar, mas também pensar, entender e acreditar…

Gente, duas palavras que eu acho que acho que podem deixar de existir no nosso vocabulário são: “conseguir” e “merecer”… no lugar dessas duas palavras, vamos usar “se permitir”… estamos falando de frequência… de vibração (pensamento positivo é muito vago)… e por isso, as coisas dependem de como enxergamos as coisas… na verdade, esse “como” é consequência da nossa frequência, mas o assunto de hoje é um exercício que, pelo menos inicialmente, é consciente…

Olhe pra trás na sua vida… e tente enxergar coisas boas que aconteceram com você… se você enxergar essas coisas como coisas que você conseguiu e/ou mereceu, você vai achar que essas coisas boas foram “meramente” frutos de outras coisas que você fez… o que pode ser verdade em parte… mas pare pra pensar, você poderia ter feito as mesmas coisas e tudo poderia não dar certo, certo? Tente perceber como a sua frequência pode ter interferido consciente ou inconscientemente… perceba que coisas boas aconteceram pois você se permitiu que elas acontecessem… não conseguiu? Tenta o seguinte: você acha que essas coisas teriam acontecido contigo caso a sua frequência estivesse lá embaixo na escala de orientação emocional, digamos entre 15 e 23?

Por que tem gente que está sempre bem? Por que tem gente que diz estar sempre cheio de problemas? Será que as vidas dessas pessoas são muito diferentes? Será que estarmos bem não é consequência de nos permitirmos estar bem? De nos permitirmos estar em paz?

Com isso em mente, tentem mudar sua postura com relação as coisas… não deixe de cumprir os pré-requisitos, caso existam… mas percebam que tudo dará certo se você alinhar a frequência nesse sentido… capisci?

Só pra constar, o que li sobre esse assunto estava em Inglês, e o verbo em Inglês a substituir é o “earn” e não o “deserve”… o “earn” é um ‘”ganhar por merecer”, que eu acabei traduzindo por apenas “merecer”…

Fico por aqui… peace! 1234 SEMPRE!

Advertisements