>

Alguém aqui já leu o conceito sobre a Geração Y? O conceito é interessante e justifica muita coisa que anda acontecendo hoje em dia… não vou entrar em detalhes aqui, mas basicamente, as pessoas da Geração Y são definidas de duas maneiras: positivamente, que são dinâmicos, ávidos por informação, antenados em tecnologia… negativamente, são impacientes em termos de demanda de informação e resultados e também em termos de trabalhos de longo prazo… são imediatistas…
Há, como em tudo na vida, vantagens e desvantagens… mas farei um pequeno julgamento de minha parte: há quem critique as pessoas da Geração Y, olhando apenas para os pontos negativos… obviamente temos o direito de fazer isso… mas eu acho que a melhor maneira de encararmos tudo isso é abrindo a cabeça e reconhecer que os tempos mudaram… podemos (no fundo, acho que devemos), por um lado, na medida do possível, ajudar essa nova geração e ter valores que já percebemos que ela não tem, e por outro lado, nos adaptar…
Só para informação, o que é considerado Geração X, é a geração das pessoas que nasceram após a Segunda Guerra Mundial… a.k.a. Baby Boomers… após a Guerra, a população cresceu violentamente… e o que disseram que essa geração estaria acostumada com o wellness… o “bem estar”… isso foi o que deu origem a gerações “mimadas”… começa-se a comparar a geração dos nossos pais com a de nossos avós e começamos a ver que já aí, as coisas mudaram… essa mudança às vezes veio da geração e nossos pais para nós (estou imaginando que a maioria dos leitores das minhas baboseiras estejam mais ou menos na mesma faixa etária minha, em torno dos 30)… talvez até comece de nós para os nossos filhos… vejo isso estar associado, principalmente, com segurança financeira… mas não vou entrar mais em detalhes…
Oficialmente, o conceito de Geração Y se aplica à pessoas nascidas após 1980… e são também conhecidas como a “Geração da Internet”… e está associado à pessoas do mundo inteiro, inclusive nos EUA… minha opinião particular, a Geração Y, no Brasil, começa para aqueles que nasceram mais próximos do ano 2000, quando a internet estava mais generalizada por aqui… sim, acho que faz diferença quando acessamos a internet pela primeira vez aos 15 anos ou mais ou quando começamos a acessar internet com 3 anos…
Bom, depois de mais uma longa introdução… eis o motivo das minhas palavras de hoje: Twitter…
A ideia é extremamente simples, e como eu conversei com a Adriane, já existia, o Twitter só deixou o custo zero (o que faz TODA a diferença na internet hoje em dia)… eu vejo, após uma análise mais profunda e depois da vitória sobre a resistência que eu ainda vejo em muitas pessoas, um potencial enorme… não vou explicar o que é em detalhes, mas resumindo bem grosseiramente, é uma ferramenta de broadcast a que todos têm acesso… e qual a consequência natural disso? O aumento violento da velocidade das informações…
Dá para se fazer bom uso do Twitter e acho que a maioria das pessoas não enxergaram isso ainda, mas isso é assunto para o próximo post… mas só para vocês terem uma ideia: ontem, recebemos a notícia que o Michael Jackson morreu… normalmente, no primeiro dia, receberíamos somente a notícia da morte, e nos dias seguintes, algumas consequências, manifestações de carinho, homenagens e no caso do Brasil, piadas… ontem, parece que no Brasil a notícia chegou em torno das 19h30-20h00 (sim, dá para ser específico) que foi o horário em que saí do trabalho e fui jantar (sem ver a notícia)… eu cheguei em casa às 22h00 e ao acessar o meu Twitter, eu vi tudo isso que eu mencionei de uma vez só!!!
Só pra citar: fiquei sabendo da morte, fiquei sabendo que o iTunes fez uma seleção especial para venda em homenagem, fiquei sabendo que, também no iTunes, os álbuns do MJ já estão no topo da lista de compras, o search por “Michael Jackson” no Google teve um pico (naturalmente teria, mas já divulgaram que teve, é essa a questão), que a Lisa Presley, primeira ex-mulher dele lamentou a morte em entrevista, que o jornal da CBN abrirá as notícias de hoje falando de MJ, fiquei sabendo de uma lista enorme de celebridades que expressaram condolências também pelo Twitter (também seria natural, mas divulgaram a lista!), link para as fotos do resgate e a piada, que talvez alguns considerem de humor “negro”, que foi que o MJ ao chegar no céu foi logo perguntando por onde anda o Menino Jesus…
O Google, que muitos poderiam classificar como identificador de potenciais tecnológicos, quis comprar o Twitter antes do boom, mas os donos não venderam… e vejo que fizeram bem… aliás, acho que posso generalizar uma recomendação: se o Google quiser comprar alguma invenção sua, não venda… rs…
Bom, fico por aqui… aguardem o outro post sobre como fazer bom uso do Twitter… também acho interessante falar disso…
1234 SEMPRE!

PS. E só pra constar, eu twittei (vão se acostumando com o termo) esse post…

Advertisements