Ultimamente, eu tenho pensado bastante em pronomes interrogativos… para que não lembra quais são, no Inglês é mais fácil lembrar deles pois todos começam com ‘w’… com exceção do “how”… são eles:

  • what / que
  • who / quem
  • when / quando
  • where / onde
  • why / por que
  • how / como

E por que eu tenho achado isso interessante? Bom, ultimamente eu tenho pensado bastante em toda aquela “sopa de termos” que eu mencionei aqui… e um desses termos é planejamento estratégico… aí eu percebi brincar com esses pronomes interrogativos te faz pensar em coisas de uma maneira diferente… pode ser que isso não seja novidade para alguns… mas eu nunca tinha parado (ou precisado parar) pra pensar nas coisas desse jeito… vou dar um exemplo:

Vamos supor que o seu trabalho é produzir alguma coisa que você pretende vender… no primeiro momento, é provável que você se preocupe com o QUE vão comprar… ou seja, provavelmente você focará no seu produto… isso, obviamente, não está errado… mas é interessante que você pense nos outros pronomes interrogativos…

Ou seja, é válido pensar:

  • no QUE vão comprar
  • QUEM vai comprar
  • QUANDO vão comprar
  • ONDE vão comprar
  • COMO vão comprar
  • e, por último e não menos importante, PORQUE vão comprar

No fundo, eu vejo que o último pronome é o mais importante… e isso está associado com outro termo na sopa… que é a geração de valor… o QUE vão comprar não é importante, e sim o PORQUE… o valor que você conseguir criar e oferecer é o que fará a diferença… e nesse aspecto, não vejo que tem muito segredo… tem uma frase que eu cito com alguma frequência que é: “é fácil enganar muitas pessoas por pouco tempo… é fácil enganar poucas pessoas por muito tempo… mas enganar muitas pessoas por muito tempo é muito difícil”… e por favor, o seu objetivo não deve girar em torno de provar que existe um equívoco nessa frase, pois assim você só está buscando meios de enganar alguém… lembram do 4° hábito? Então… é disso que estamos falando… mas pra citar as coisas de um jeito mais objetivo, copio o trecho de um livro* bem interessante que eu ainda não terminei:

“É preciso saber que os seus clientes não são estúpidos. A curto prazo, beneficiado pelo fator novidade, você poderá vender uma coisa diferente, mas se não oferecer algum valor real, tudo acaba ali, e o cliente não voltará. A médio prazo, você estará falido.”

Fico por aqui… depois a gente continua…

*O livro é “O Livro Negro do Empreendedor”

Advertisements