Category: uncategorized


Proatividade… a outra…

Sutil momento de desabafo… mesmo sabendo que quem precisa ler isso não lerá… ops, sorry… apesar da opinião da Dridri, continuo dizendo que ninguém precisa de nada… então, refraseando…

Sutil momento de desabafo… mesmo sabendo que as pessoas para quem essa leitura poderia ser interessante não lerão, escrevo…
Qualquer semelhança aqui não é mera coinciência… a figura é cópia do que a Dridri me mandou e o conteúdo é do livro “O 8° Hábito”.
A intenção aqui é falar sobre a proatividade… a outra aquela “empresarial”… o livro traz uma escala de proatividade que eu achei interessante, e às vezes é muito fácil determinar em qual ponto as pessoas estão, nós inclusive… e, independente de onde estejamos, a falta de um objetivo, como descrito no hábito 2, talvez não nos leve a lugar algum…
Bom, apresento a vocês a escala da proatividade:
image
Confesso que ainda careço da leitura para compreender certos pontos… por exemplo, existe, do lado esquerdo o que parece ser a transição da confiabilidade para a confiança… mas eu não sei dizer se as iniciativas são causa ou consequência…
Eu precisei parar de escrever esse post no meio para almoçar fora e perdi a linha do raciocínio… eu fico por aqui e lembrando do que eu queria dizer, eu complemento com outro post depois…
1234 SEMPRE!

 

Advertisements

>Segunda pergunta…

>“De perto, ninguém é normal.” Já ouvi dizer que essa frase é do Tolstoi, Drummond e Caetano Veloso, it doesn’t matter…

Todo mundo aqui assistiu o filme “The Truman Show”/”O Show de Truman – O Show da Vida”? No começo do filme, BEM no começo, temos o Truman na rotina dele, e fazendo todas aquelas coisas que teoricamente só o Jim Carrey faz… pra quem assistir e se lembra, me refiro à parte onde ele tá viajando nas maluquices dele… depois a esposa dele o chama pra tomar café e ele volta a ser “normal”… uma coisa que eu achei mais ou menos estranha, é que NINGUÉM fez algum comentário do tipo “Ah, ninguém é assim…”   …bom, ok… é filme… e é o Jim Carrey… mas ali, ele é uma pessoa quando está sozinho, e outra quando está em público… outra situação é quando em um episódio de Friends, a Rachel fica sozinha em casa enquanto a Monica e o Chandler vão pra Las Vegas com a Phoebe… e a Rachel anda pelada pela casa… ninguém achou estranho… pelo menos ninguém falou que achou estranho…

A segunda pergunta que farei já foi feita pelo Capital Inicial, e é: “O que você faz quando… ninguém te vê fazendo… o que você queria fazer se ninguém pudesse te ver?”

Bom, não precisamos ficar no âmbito de maluquices… podemos ir mais além… uma das definições de integridade que eu vi é: “Fazer o correto mesmo que não tenha nenhuma pessoa por perto.”

Não estou (ou estamos) aqui pra julgar… a questão é, é só quando estamos sozinhos que somos realmente autênticos… quando estamos sozinhos, fazemos o que realmente queremos… a gente não se priva por causa da opinião dos outros… a gente canta alto… dança com a vassoura enquanto faz faxina ao som de Madonna… grita quando está empolgado… chora assistindo filme… anda pelado pela casa… etc… (pelamor, não vão achar que eu faço tudo o que está aí, hein?)

Então a pergunta é: “Quem é você quando ninguém está olhando?”

Peace! 1234 SEMPRE!

>Top Ten 2009

>É… vou começar com o Top Ten 2009 agora, pois deixando pro final do ano, talvez eu esqueça de dias tão no começo do ano… isso iria pra “categoria” momentos: um salto triplo pela madrugada de Campinas…

Primeiro: DaVinci….
Segundo: Romana, com violão…
Terceiro: não sei o que lá do Pernil, ou então “Casa da Coxinha”… futuramente, oficialmente será “Palácio da Coxinha”… comi uma de Gorgonzola, Quatro Queijos e Camarão… destaque para a de Camarão…

…é isso, fui!


PS. Vide horário do post… acabamos de chegar em casa…

>And so it begins…

>Feliz 2009! Tive a pior ressaca de 2008 no primeiro de 2009… rs… pra quem presta atenção no horário dos meus posts, tô com dor de cabeça até agora… e acabaram de ligar dizendo que sobrou coisa pra terminar… vixe… vou não…

Fiquei aqui adaptando o programa de corrida que eu tirei do livro do Galloway para 10km em 50 minutos… grosseiramente cortei tudo pela metade… agora, é um programa de 28 semanas (putz) para correr 5km em 25 minutos…

Agora é escolher um dia pra começar e acompanhar o progresso… alguém mais aí tá afim de pagar esse preço?

Peace! 1234 SEMPRE!

>Adendo ao Top Ten 2008

>”Categoria” momentos: um bar no penúltimo dia do ano…

Caramba, quanta risada… rs… daquelas de perder o fôlego… não chorei como eu coloquei na minha “Bucket List”, mas definitivamente, foi a risada do ano… pelo menos até onde lembro…

VALEU! 1234 SEMPRE!

>Balanço de 2008!

>Essa é a primeira vez que eu estou fazendo um balanço dissertativo do ano… consequentemente, é a primeira vez também, que estou divulgando… já aviso que esse post será longo…

Esse foi um ano de muitas grandes mudanças em vários aspectos… todas elas vejo que foram pra melhor…

Vamos começar de fora pra dentro… apesar da frequência irregular, esse foi o primeiro ano em que consegui ficar o ano inteiro em uma academia (na verdade, comecei em Fevereiro)… não creio que ela tenha servido em prol de emagrecimento, mas certamente serviu pra estabilizar os ganhos e perdas de peso… o resto do resultado (já que maioria concorda que estou acima do peso) depende de “juízo alimentar” mas isso ainda não está dentro das minhas preocupações (embora eu acredite que seja questão de tempo)… posso dizer que, nesse aspecto, estou levando uma vida “Clight: gostoso é viver sem culpa”…

Pela faceta profissional… a mudança nesse aspecto foi a que definiu onde focarei os meus esforços… confesso que até antes desse ano eu ainda estava querendo saber (e meio que procurando) o que eu faria da vida e estava just “going with the flow”… eu não achava ruim, mas estava naquela de conformismo, zona de conforto total… a interação profissional com as pessoas não era tanta e as ambições não existiam… aí veio a essa mudança tá exigindo muito em termos de administração de tempo, coisa na qual ainda preciso melhorar bastante… idéias e ambições agora não faltam, falta é tempo pra conseguir fazer tudo o que queremos… mas as coisas nesse sentido estão se ajeitando e vejo que a tendência é só melhorar… acho que pela primeira vez na vida, estou trabalhando diretamente com alguém…minha co-worker tem me ajudado de maneiras que eu acho que ela nem sabe e trabalhar com ela tem sido muito bacana… é o “element of fun” da frase da Mary Poppins…

Acho que o ser humano tem que cuidar de muita coisa ao mesmo tempo, mas no que diz respeito a nós mesmos, temos que cuidar do corpo… cuidar da cabeça… cuidar da alma… é com a música que eu acho que cuido da alma… e esse ano a decisão acertada foi a estudar explicitamente violão em vez de estudar guitarra… violão é mais independente que guitarra, e logisticamente, é muito mais simples… com guitarra, você precisa de banda, nisso, já precisa rolar consolidação de agendas, interesses e objetivos comuns, etc… fora carregar cabos, extensões, amplificadores, pedaleira, etc… tocar junto é uma experiência muito bacana… é uma sintonia, um alinhamento, uma interação muito legal, mas isso é coisa que ainda acontece com o violão… e, o tipo de música que eu mais gosto de tocar (e a maioria gosta de ouvir no “meu mundo” hoje em dia) é acústica, então pronto… porém, aqui também falta tempo para eu fazer tudo como eu gostaria… mas as coisas aqui também vão se ajeitando, e também vejo que a tendência é só melhorar… esse ano eu assisti uma palestra interessante sobre música e o que ouvi me fez repensar algumas coisas de uma maneira em que vejo que, mesmo que lentamente, algumas coisas vão mudar… tudo é questão de momento…

Do lado afetivo, acho que algumas explicações se fazem necessárias… comecei o ano noivo e terminei o ano solteiro… quando a poeira baixa e o barro seca, a gente volta a olhar pra coisas de maneira racional… alguém aí se lembra de uns livrinhos chamados  “Pequeno Manual de Instruções para a Vida”? Tinha os volumes 1, 2 e 3, e um outro maior que reunia os três volumes, esse era o “Pequeno Grande Manual de Instruções para a Vida”… livrinhos interessantes, que eu acabei dando de presente pra alguém que eu achei que precisava, e depois nunca mais achei esses livros pra comprar… depois eu procuro de novo… bom, anyway, um dos conselhos dados lá, que no fundo eu nunca entendi mas interpretei da minha maneira é: “Pelo menos uma vez na vida, tenha um carro esporte.” Como eu interpretei isso? Tenha pelo menos uma vez na vida, algo que satisfaça o seu ego… namorar uma pessoa tão linda quanto a Isa é definitivamente uma coisa que satisfaria o ego de qualquer um, mas o que acontece com a gente quando temos algo que satisfaz tanto o nosso ego? Passamos a viver em função daquilo… e hoje, eu vejo que isso tava acontecendo comigo… hoje eu me vejo muito diferente de como eu estava… não sei, ou não quero, entrar em detalhes e eu, percebendo isso hoje, posso dizer que eu estava com saudades de mim e nem sabia… pelo amor de Deus, não me entendam mal… a Isa é uma pessoa fantástica… dificilmente se acha uma pessoa que seja tão linda por fora e que não se deixa envaidecer arrogantemente por dentro… só acho (aliás, achamos, plural) que somos diferentes mesmo… então, pela faceta afetiva, creio que essa mudança também foi pra melhor, para ambas as partes… e estamos (novamente acho que falo pelos dois) mais felizes assim… hoje em dia, acho que estou começando a perceber quando é que as coisas vão “dar certo” nesse sentido (isso carece de explicações que não farei agora), mas acho que ainda preciso amadurecer o conceito, e talvez pra isso, eu ainda precise de umas conversas…

Pela faceta pessoal… acho que o reviver do blog foi uma decisão muito acertada… escrever em um blog, pra mim, é um momento de instrospecção e, citando Martha Medeiros, “a introspecção é um recuo providencial, pois é quando silenciamos que melhor conversamos com nossos botões. E dessa conversa sai luz, lições, sinais, e a tristeza acaba saindo também, dando espaço para uma alegria nova e revitalizada.” É onde a gente expõe o que raciocínios, idéias, experiências e deixa aí pra quem quiser saber…

Ainda pelo lado pessoal, acho que mudanças aconteceram como consequência do Você… ainda não sei dizer como as coisas mudaram… mas sei que a manutenção dessas mudanças depende da gente e é resultado de um esforço consciente e, falo por mim, deveria ser mais frequente… às vezes a gente esquece… mas uma frase que a gente passa a perceber, é: “Um covarde é incapaz de demonstrar amor; isso é privilégio dos corajosos.”

Intenções para o ano que vem? Hmmm… tenho algumas:
 – fazer uma leitura decente de “Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes”.
 – fazer uma leitura decente de “A Semente da Vitória”.
 – comprar uma moto – e tirar carta, obviamente.
 – conseguir completar uma volta no Taquaral (sem Arautos) em 25 minutos… isso dá uma média de mais ou menos 12km/h.
 – tirar algumas certificações em Teste de Software.
 – fazer o Diamond… isso depende do quanto eu achar que o Você tá sedimentado…

Bom, o balanço fica por aqui… qualquer coisa, gente, a gente vai complementando depois…

Peace! 1234 SEMPRE!

>Mensagem de fim de ano!

>

Todo mundo tem que mandar uma mensagem, né?

Esse texto eu vi pela primeira vez em 1999… o levei para a comemoração de final de ano da New Company… ele tá ligeiramente alterado, como o autor é desconhecido, acho que ele não vai ligar… rs… se eu memorizar isso, vai ser legal… aliás, eu deveria tentar memorizar isso em vez de postar aqui… mas agora já foi…

“Eu gostaria de propor um brinde:

UM BRINDE À VIDA!

Viver… é aproveitar cada momento feliz!
E também cada sonho que surge todos os instantes…
Vamos celebrar a vida em sua plenitude… vivê-la sem medo… bebendo suas dádivas…
E sorrir sem remorso por ter tentado ser feliz…

Vamos entoar um hino em homenagem à luz!
E absorver seu brilho… como uma planta sedenta acolhe a água da chuva que cai aos seus pés…

Vamos fazer das lágrimas que rolam em nossos rostos pedras preciosas… que brilham e iluminam nossos olhos…

Vamos fazer de cada espinho… a esperança de encontrar uma rosa!
E de cada dor… a possibilidade de um sorriso…

Vamos encarar a vida como um presente… que deve ser desfrutado…
E não como um fardo a ser carregado…

Vamos usufruir da nossa felicidade… não vamos deixar que nos cobrem por ela… ela é de graça… e só a nós pertence!

Vamos sorrir sem medo de mostrar ao mundo que somos felizes… porque não há pecado algum em saber aproveitar os presentes que nos são dados todos os dias…

Vamos viver…”

Gente, o que eu desejo pra todo mundo, é exatamente o contrário daquilo que mais te aflige… e cada caso é um caso… então:

Desejo coragem… para os inseguros…
Compaixão… para os insensíveis… 
Força… para os preguiçosos…
Paciência… para os nervosos…
Calma… para os ansiosos…
Alegria… para os mau humorados…
Esperança… para os tristes…
A capacidade de perdoar e se perdoar… para os amargurados…
Humildade… para os arrogantes…

Para os meus amigos mais próximos, alguns desejos especiais (esses vieram da Ju):
1. Coragem para discordarmos uns dos outros
2. Ouvido de pinico para as besteiras que dizemos
3. Paciência de jó para as lamentações amorosas (caso necessárias)
4. Desprendimento

E (esses vieram do Scaranelo), que, em 2009, a alegria, luz, paz, boas vibrações sejam TANTAS que distribuí-las seja INEVITÁVEL!

Gente, um Feliz Natal… e um Excelente 2009!

Forte abraço a todos! 1234 SEMPRE!

>

Hey! Post curto hoje, prometo! Piadinha:


…e aí? Engraçada? Na verdade, tem uma coisa que eu mais ou menos nunca entendi… por que é que sacrificamos animais? Há quem fale de sofrimento e tal… mas e se fosse uma pessoa? Não me levem a mal… não quero sacrificar pessoas também… só não entendo o motivo de sacrificar animais… sei lá… pode ser ingenuidade minha… bom, hoje, pelo menos por enquanto, é só isso…

1234 SEMPRE… animais inclusive!

>Bar da Mentira…

>Senhores, provavelmente a maioria de vocês recebeu uma mensagem no celular enquanto eu estava nesse bar… acabei de chegar de lá, aliás…

Bar 1º de Abril… totalmente boteco… vê-se de tudo… totalmente sem frescura… aberto todos os dias… um lugar menos sofisticado que o Bambu… certamente uma forte concorrência… aviso, porém, que não aceita cartão… não fosse o talão de cheque da minha amiga, provavelmente a essa hora eu estaria lá lavando pratos… rs…

Bom, fica o registro… certamente convidarei vocês pra ir lá caso eu tenha que decidir o destino… =)

Fui… 1234 SEMPRE!

>Top Ten 2008

>

Já enviei o e-mail para as pessoas “envolvidas”… só estou compartilhando com vocês agora…

——————————————————————————————————
All,

Todo ano, eu faço um balanço de como foi o ano e faço uma lista dos “top ten”. Pela segunda vez (a primeira foi o Top Ten 2007) estou botando isso no “papel” e mandando para as pessoas que diretamente ou indiretamente foram responsáveis por isso. Muito ou pouco, você contribuíram o meu aprendizado, entretenimento e/ou amadurecimento e por isso, agradeço. São coisas (entre várias outras, é claro) que fizeram o ano valer a pena.

Pessoa que conheci: Adriane Oshiro (eu já a conhecia mas não conhecia), Gustavo Scaranelo
Aquisição: Violão Takamine
Decisão: reativar o meu blog, e sem dúvida, fazer o “Você”.
Filme/Seriado: “Juno”, “Eu Sou a Lenda” e “Antes de Partir”

Livro: “Dear John” do Nicholas Sparks.
Momentos: um passeio, o abrir de olhos após esse passeio, um almoço onde me falaram sobre o falecimento de um avô, um “reassitir” de “As Pontes de Madison”, um Bar do Coxinha pós-término, algumas várias conversas com o meu chefe, algumas várias conversas com a minha co-worker, um abraço que eu recebi imediatamente pós-término
Música que aprendi: “Rylynn” do Andy Mckee
Música que conheci: “Say” do John Mayer (trilha sonora do “Antes de Partir”)
Site: nenhum muito significativo
Citação: várias, mas a mais significativa, talvez, “1234…”, não é bem uma citação, mas é um discurso que marcou…

Um Feliz Natal a todos! E que 2009 seja melhor que 2008… =)